terça-feira, 7 de julho de 2009

TUM TUM TUM EM OURO PRETO!!!


APAREÇAM E DIVULGUEM ENTRE OS AMIGOS!!!!

Um comentário:

Jacqueline disse...

Oi Dea!

È uma pena, mas não pude ir a Ouro Preto assistir TUM TUM TUM e rever-te!

Estou ainda além-mar e ainda as voltas com a engenharia.

Também estou às voltas com o vento. Este vento que continua sendo nem curto nem comprido vinha de noite e de dia vinha o vento meu amigo.

Adorei te ouvir aqui na net e queria te dar um presente já que me senti presenteada com a sua música.

Este presente significa também: congratulations!

È uma poesia que escrevi. O intento desta poesia è acordar quem dorme. Este è um acordar entre tantos acordares. Acordar e ver a mesquinharia que existe entre os homens. Quando falo isso penso especificamente na água. Para mim è inadmissível que haja ainda neste lindo planeta Terra pessoas que não tem um copo de água limpa para beber (divagações de primavera).


Pode até musicar se quiser e modificar se quiser (pra caber na música, hehe).
Eu a estou dando-te de presente. Então, a partir de agora, esta poesia não è mais minha.
Vai com Deus! Vai, vai, vai, vai!

Unha

Unha de bicho, unha de gente.
Unha de bicho, unha de gente.
Unha de fome!
Passarinho ia voar!
Passarinho vai voar!
Não voou por uma unha.
Unha de gente na unha do bicho.
Passarinho ia voar!
Passarinho vai voar!
Oh homem, è só soltar.
Solta!
Oh passarinho, è só soltar.
Salta!
Passarinho já voou.
Unha de bicho na unha do homem.
Na boca do homem.
Roeu duas unhas.
Roeu tantas unhas.
Unha de fome!
Sobraram as unhas dos pés cheias de penas pousadas.
Passarinho que voava.

Beijo-te com afeto,
Jacqueline Cigana (mazzolajacqueline@hotmail.it)